DESGOVERNO SARTORI

Tarcísio e FEE criticam acordo de

Sartori com a FIPE

Deputado Tarcísio Zimmermann (PT) - Ronaldo Quadrado

Deputado Tarcísio Zimmermann (PT)

Ronaldo Quadrado

“As inconsistências presentes no contrato firmado entre o Governo do Estado e a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) são mais um indicativo da forma irresponsável com que o Sartori administra o Rio Grande, desde que assumiu o governo.” A afirmação do deputado Tarcísio Zimmermann (PT) refere-se à assinatura do contrato com a Fipe que prevê que aquela fundação privada de São Paulo atue no Rio Grande do Sul.

Profissionais ligados à FEE se manifestaram em coletiva à imprensa, nesta terça-feira (8), protestando contra o governo e o contrato com a FIPE. De acordo com nota divulgada no site do Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Períciais, Informações e Pesquisas e de Fundações Estaduais do Rio Grande do Sul (Semapi-RS), “o governo gasta mais com a FIPE”.

Durante a coletiva, economistas da FEE justificaram que o custo anual de um pesquisador da FIPE é de R$ 453,6 mil, enquanto o de um da FEE é de apenas R$ 185,9 mil. Isso, explicam na nota, “deixa evidente o absurdo do investimento, demonstrando que o governo vai pagar muito mais para transferir tecnologia à empresa paulista, sem garantia de entrega e qualidade das informações”. E mais, “é a primeira vez na história que uma empresa recebe R$ 6,5 milhões para aprender com o cliente". E perguntam: "O RS está pagando para receber ou para dar uma consultoria?"

Integrantes do corpo técnico da FEE denunciaram, também, que há graves problemas (técnicos, financeiros e jurídicos) do contrato do governo gaúcho com a FIPE. De acordo com os economistas da FEE, não há justificativa para o governo não ter feito licitação para a contratação da FIPE. Além disso, alegam, o contrato gera risco de vantagem indevida, visto que não detalha atividades e permite ajustes metodológicos sem análise e aprovação, bem como oferece risco de adulteração de objetivos e finalidades, possibilitando o uso dos ajustes para redução de custos e viabilização de prazos. Para os trabalhadores da FEE, a adaptação do cronograma impossibilita efetiva fiscalização, sendo que a comissão responsável também não possui capacitação técnica.

Para o deputado Tarcísio, “na medida em que a eleição se aproxima, Sartori deixa mais visível tudo o que nunca soube esconder dos gaúchos: seu discurso de corte de gastos só interessa a quem lucra com a venda de bens e serviços que pertencem ao povo gaúcho”.

Texto: Roger da Rosa (MTE 6956)

 

 

Publicado em 08/05/2018 às 18:25

Texto: Roger da Rosa (MTE 6956)

BANCADA / tarcisio

Compartilhar

Deputadas Estaduais

Stela Farias

Líder da Bancada

Stela Farias

Miriam Marroni

Vice-líder Partidária

Miriam Marroni

 

Deputados Estaduais

Luiz Fernando Mainardi

Vice-líder da Bancada

Luiz Fernando Mainardi

Tarcísio Zimmermann

Líder Partidário

Tarcísio Zimmermann

Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101/506 - Porto Alegre-RS - Fones: (51)3210-2913 (Bancada) e (51)3210-1123 (Imprensa)
ptsul@ptsul.com.br

Projetado, desenvolvido e mantido pela coordenadoria da Bancada do PT/AL-RS

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Adaptada